MATEMÁGICAS

MATEMÁGICAS
Como se tornar um matemágico de sucesso.

NÚMEROS

NÚMEROS
Conheça o maravilhoso universo dos números

DESAFIOS

DESAFIOS
Encontre e descubra aqui o seu nível de desafio

RECREIO

RECREIO
Matemática no recreio tem tudo a ver. Divirta-se!

Seguidores

terça-feira, 8 de março de 2011

MMC NA STAR WAR, QUASE FAZ O DARTH VADER SE...

“Eu fazia parte de um dos esquadrões de caças espaciais da Resistência contra o Império, quando em um certo instante, sem esperar... estivemos a ponto de capturar o lord Darth Vader”! Assim contava o ex piloto das forças da Resistência, para os seus netos, bisnetos, trinetos e tetranetos, tempos depois quando o Universo foi sacudido pelo evento chamado de... Star War, num episodio vivido por ele durante essa guerra.
E continuava: “ não esperava-mos que o demoníaco guerreiro Jedi, aparecesse ali solitário em seu caça espacial especial, mas... o que acontecera à grande corrente de caças imperiais que os nossos espiões operando nas luas e planetas relataram estar se deslocando do corredor do setor 4 para o setor 9? Falavam que essa formação, mais parecia... uma serpente estelar de grandes dimensões! Também, era de se perguntar: como o Império pudera reunir tantas naves desse tipo? Depois que sofrera anteriormente grandes baixas, ao ponto que os nossos estrategistas julgaram que: tão cedo, o Império não disporia de uma esquadrilha tão numerosa assim?



Saímos de um dos nossos esconderijos disfarçados de grandes meteoritos. E mesmo surpresos com
a inesperada presença solitária do lendário personagem, fomos atrás e investimos contra o Darth Vader, que fez manobras desesperadas para escapar de dezenas de tiros de raios laser dos nossos caças, mas, sempre procurava retornar à rota em direção ao setor 9. Seria verdade, os boatos sobre a construção de uma arma gigantesca e letal (a estrela da morte), com a qual o Império esperava vencer a guerra, e por isso era a explicação da presença do Jedi do mau, seguindo para aquela direção? Conseguimos cercá-lo, enfim e mesmo sendo o exímio piloto que era, além de ser regido pelo lado negro da força, ele seria abatido através da união de nossos esforços e de nossa armas. Mas, aí... fomos quase que surpreendidos pela chegada de um cruzador de batalha do Império cruzando a nossa rota.



Ele se mostrava estar bastante avariado por tiros, mas, começou a atacar-nos e com isso, conseguiu fazer com que o Darth Vader conseguisse evadir-se! Descobrimos que aquele cruzador estava à deriva e o que era pior, deslocava-se em direção das nossas instalações secretas no sertor 2 e então, recebemos ordens para destruí-lo, coisa que só conseguimos fazer devido à chegada de mais esquadrões nossos que surpreenderam e derrotaram a grande esquadrilha de caças imperiais que, finalmente, apareceram e que os nossos espiões estimaram em número de 120000, mas, podemos perceber que na verdade só eram 12000 apenas. Como ficaram de repente, reduzidos a esse número?
Um dos oficiais do Império, piloto de um desses caças que foi capturado, contou como se fez essa encenação. Fora uma estratégia bolada pelo lord Darth Vader, para poder chegar ao setor 9, onde a sua presença fora reclamada pelo Imperador.
Não dispondo de nenhum grande transporte, formou uma esquadrilha de 12000 caças imperiais para a sua escolta e para parecer que se tratava de uma das maiores esquadrilha, ordenou que a mesma (a maioria eram naves robôs) fosse dividida em quatro grupos a saber: 1º grupo (A) o que ía à frente; 2º grupo (B); o 3º grupo ( C ) e o serra fila, o 4º grupo (D). Ao longo do percurso ficou determinado que cada um deles, de acordo com um determinado tempo em horas teria que manobrar, afastando-se radial e transversalmente, à frente, retornar e se posicionar como último grupo da fila da esquadrilha. Quem estivesse como último grupo (D) em 4º lugar, faria essa manobra de 2 em 2 horas. À sua frente, estaria o 3º grupo ( C ) que terá de repetir a manobra de 3 em 3 horas.  Logo a seguir à sua frente, o grupo (B)  o 2º deles, manobraria de 4 em 4 horas. O 1º grupo o (A), à frente de todos, faz a manobra estratégica de 5 em 5 horas para retornar para a formação cerrada no eixo da trajetória.
Logo ao sair do setor 4, todos os grupos simultânea mente realizaram essa manobra e ao longo da trajetória foram repetindo-a. O grande estrategista Darth Vader que partira dias depois da esquadrilha, quando faltavam poucos minutos para completar 60 horas da viagem, ele alcança a esquadrilha e fica atrás do 1º grupo, o grupo (A) e exatamente quando atingiu-se as 60 horas ele fica sem a sua escolta de caças, pois todos os grupos estão simultâneamente a manobrar, o que se comprova quando calculamos o mmc ( 2, 3, 4, 5) = 60 horas, quando todos os grupos novamente estão juntos como no início e terão que realizar cada um, a sua manobra.



Não fosse o aparecimento daquele cruzador avariado e que tivemos que abatê-lo, naquele dia, teria-mos abatido e/ou capturado o cavaleiro Jedi à serviço do Império, muito esperto, mas, que não contou com um pormenor da matemática chamado de mínimo múltiplo comum”!
Obs.: Já observei que essa manobra é utilizada pela maioria dos candidatos políticos, que em suas campanhas eleitorais, para fazer crer que o número de veículos que estão em suas “carreatas”, seja maior que o verdadeiro... pedem que os motoristas que estão lá mais à frente do cortejo, passado um certo tempo, saiam da formação e retornem ao desfile, por ruas paralelas e se posicionando lá mais atrás. Carro não vota, mas, pode causar uma boa impressão no eleitorado que muitas vezes já ouvi dizer: “era carro que não acabava mais”! A esperteza desses políticos, já começa desde aí! Fique atento!
Pois é, meus caros leitores, o mmc é empregado nesses problemas para se saber de quanto em quanto tempo (período), uma determinada situação ou formação de objetos retornam para uma origem ou ponto de partida. Vamos exemplificar com mais um problema.
Em uma rodoviária, em uma certa hora, lado a lado em sua plataformas de embarque, encontramos três ônibus de três companhias de viação que fazem viagens em períodos diferentes. O ônibus da companhia “leva e trás”, sai de 6 em 6 horas; o ônibus da companhia “vou e volto” sai de 7 em 7 horas e o ônibus da companhia “ ida e retorno” o faz de 12 em 12 horas. Então, pergunta-se: estando os três ônibus juntos agora, depois de quantas horas teremos a presença simultânea deles, novamente, lado a lado ali na mesma rodoviária? Desde que se empregue o mmc (6, 7, 12) e também, utilizando o “quarto método para achar o mmc” que inventei (rsrsrsrsrs! Para fazer mais rápido), podemos saber que demandarão... 84 horas depois. E à propósito, você já ouviu falar no alinhamento dos planetas? Pois é... segue o mesmo processo!

Artigos Relacionados

2 comentários:

Blogger Da Luana disse...

Olá Francisco, Sou Luana do blog LuaBonitona. Obrigado pelo seu comentário, é muito importante para mim, saber a opinião de outras pessoas.
beijooos, e até a próxima postagem!

11 de março de 2011 14:15
Francisco Valdir disse...

Olá Luana!
Obrigado,também, pela sua visita ao meu blog!
Gosto de comentar os posts dos blogs que eu visito, até porque eu julgo ser, o mínimo retorno como agradecimento que posso demonstrar por alguém que teve o trabalho, a dedicação e a boa vontade, de transmitir algo do meu agrado e interesse! Estou lançando uma campanha: "tomara que um cometa lhe acometa se você não comentar", para que os leitores... se toquem e pelo menos, agradeçam comentando os posts nos blogs, principalmente para aqueles autores, como você, que pede que se lhe faça esse favor! Volte sempre!
Um abraço!!!!!

12 de março de 2011 15:04

Postar um comentário